AFTERMATH

Aftermath -imdb
Direção: Nacho Cerdà
Espanha, 1994.





BAIXE/DOWNLOAD








E para falar desse clássico do cinema extremo escolhemos um mestre no assunto: Marcelo Carrard nos textos, via Boca do inferno

O Cineasta Espanhol NACHO CERDÀ se notabilizou ao redor do mundo no meio da década de 90 ao trabalhar com a polêmica estética da necrofilia no Cinema. Em um diálogo com o Diretor alemão JORG BUTTGEREIT, criou uma espécie de Poesia Necrófila onde essa perturbadora perversão sexual atingiu limites nunca vistos antes na História do Cinema. Se Buttgereit ao criar sua dupla de longas NEKROMANTIK, explorava um mundo sombrio onde um casal tinha uma relação obsessiva com um cadáver, em AFTERMATH testemunhamos trinta minutos do cotidiano de um médico legista obcecado por sua profissão e que acaba encontrando na figura de Marta seu objeto de adoração, o problema é que Marta é um dos cadáveres que chega em sua sala de autópsias de um hospital.
Para entendermos um pouco melhor a proposta de Cerda em Aftermath, podemos observar seu curta-metragem de estréia: THE AWAKENING, 1990. Feito ainda na Universidade, Cerdà já trabalha sua obsessão pela morte contando a história de um jovem que está na sala de aula e de repente vê todos a sua volta imobilizados. Filmado em Preto e Branco o curta tem um clima que lembra a série clássica ALÉM DA IMAGINAÇÃO. O tema da imobilidade dos corpos e a questão da morte são trabalhados em AFTERMATH. Os corpos despidos e imóveis dos atores foram submetidos a longas sessões de maquiagem de efeitos-especiais muito realistas feitos pela empresa DDT. Com um rigoroso e inteligente trabalho de Montagem vemos detalhes das autópsias em meio a um silêncio absolutos que destaca o som dos objetos cirúrgicos manuseando a carne dos cadáveres. Um dos dois Médicos Legistas começa a expressar com o olhar um certo fascínio mórbido pelo trabalho de retirada de cérebros e vísceras, até o momento em que fica sozinho na sala e recebe o corpo de uma mulher para autopsiar.
Vestido com um traje de proteção com uma máscara tapando sua boca é pelo olhar que ele expressa sua obsessão por aquele corpo sem vida e o que vemos a partir desse instante é uma sequência brutal e estilizada de uma relação sexual necrófila em cima da própria mesa metálica numa mistura de sonoridades tensas feitas por Mark Cowling e temas sacros de Mozart. Essa estetização da morte fica clara na abertura desse curta-metragem de trinta minutos ao mostrar o corpo mutilado de um cão.

O uso excessivo de fades pode desagradar alguns, mas funciona na proposta estética de Cerdà em representar a morte com um constante jogo de brutalidade e beleza. Assim como seu primeiro curta, AFTERMATH não tem diálogos. Cerdà buscou uma linguagem universal através da imagem e da música, experiência que repetiria no curta seguinte: GENESIS, de 1998 onde vemos o mesmo protagonista de Aftermath, Pep Tosar, que interpreta o papel de um virtuoso escultor que não consegue aceitar a morte da jovem mulher em um acidente de carro. Sua obsessão estética por recriar a forma humana em blocos de pedra se confunde com o desejo inconsciente de trazer seu grande amor de volta ao mundo dos vivos e o que vemos durante os trinta minutos desse curta é um belo e perturbador delírio de um artista, um criador buscando seu próprio Gênesis. Destaque para a cena em que ele projeta um filme 8 mm sobre o corpo branco de uma estátua de mulher e as cenas de onde ele, em seu delírio, enxerga fios de sangue escorrendo por suas formas bem torneadas pelos instrumentos afiados de escultura em pedra. Sublime ao mesmo tempo perturbador.
Em 2007 estréia THE ABANDONED, seu primeiro longa-metragem, que teve como co-autor do roteiro o Cineasta canadense KARIM HUSSAIN, diretor do clássico extremo SUBCONSCIOUS CRUELTY.

Diz uma Lenda Urbana por aí, que Nacho Cerda teria sido o Diretor daquele filme sobre a falsa autópsia de um Extra-Terrestre que foi divulgado anos atrás. Verdade ou mentira o próprio cineasta nunca confirmou esse fato...




BAIXE/DOWNLOAD

1 comentários:

  1. Anônimo disse...

    FODA PRA CARALHO!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...